Governo dos EUA abre investigação criminal sobre a Petrobrás

Governo dos EUA abre investigação criminal sobre a Petrobrás

Segundo FT, Departamento de Justiça americano investiga ilícitos na estatal, que tem papéis negociados na Bolsa de Nova York

Fernando Nakagawa, O Estado de S. Paulo

10 de novembro de 2014 | 08h12

BASILEIA - O governo dos Estados Unidos está investigando denúncias de corrupção na Petrobrás. A informação foi publicada na tarde deste domingo, dia 9, na página do jornal britânico Financial Times na internet. Segundo reportagem do FT, há duas investigações: uma criminal e outra civil.

"O Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu uma investigação criminal sobre a companhia que tem recibos de ações negociados em Nova York. Enquanto a Securities and Exchange Comission (SEC, órgão do governo norte-americano que regula o mercado de capitais) realiza uma investigação civil", diz o FT, que cita fontes familiarizadas com o tema.

Segundo o FT, as autoridades dos EUA investigam se "a Petrobrás ou seus funcionários, intermediários ou prestadores de serviço violaram o Foreign Corrupt Practices Act, uma lei contra a corrupção que torna ilegal subornar funcionários estrangeiros para ganhar ou manter negócios".

A reportagem cita que a Petrobrás é a maior empresa do Brasil e "tornou-se alvo de investigações da Polícia Federal e procuradores citam que pode estar em um dos maiores casos de corrupção na história". O FT destaca que "muitos dos supostos problemas ocorreram quando a presidente Dilma Rousseff foi chefe da empresa antes de tomar posse (como presidente da República) em 2011".

Procurados, o Departamento de Justiça e a SEC não quiseram comentar o caso, diz o FT. Já a Petrobrás não respondeu aos pedidos de informação do jornal britânico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.