Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Governo dos EUA informa hoje índice de desemprego em abril

Analistas preveem uma perda de mais de 650 mil postos de trabalho, elevando a taxa para 8,9%

Efe,

08 de maio de 2009 | 04h24

O governo dos EUA informará nesta sexta-feira, 8, sobre o índice de desemprego em abril e a maioria dos analistas calcula que houve nesse mês uma perda de mais de 650 mil postos de trabalho, o que elevará a taxa de desemprego para 8,9%.

 

Veja também

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

 

Desde que começou a recessão em dezembro de 2007, a economia americana perdeu mais de cinco milhões de postos de trabalho. Com uma perda líquida de 663 mil empregos em março, o índice de desemprego esse mês ficou em 8,5% da força de trabalho, o mais alto desde novembro de 1983.

 

Os 15 meses consecutivos de diminuição do emprego afetaram todos os setores da atividade fabril e ao comércio no varejo.

 

Apenas o Governo e as profissões relacionadas com o cuidado da saúde e a educação apresentaram aumento de emprego.

 

O crescimento do desemprego aliviou a inflação de salários e as remunerações horárias médias, que subiram 0,2% em março, cresceram 3,4% em um ano.

 

Durante os períodos de expansão econômica se considera nos Estados Unidos que a economia deve criar cada mês 150 mil postos de trabalho, tão somente para absorver o crescimento natural da mão-de-obra.

 

Em semanas recentes, as autoridades governamentais assinalaram alguns indícios de desaceleração na deterioração econômica e dados isolados que apontam para uma iminente reativação, mas é pouco provável que isso melhore imediatamente a situação no mercado de trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.