Governo e produtores fazem campanha por etanol na Europa

Brasileiros querem convencer opinião pública de que produção do combustível não afeta Amazônia

Jamil Chade, do Estadão,

02 de outubro de 2007 | 18h14

O governo e os produtores brasileiros montam uma campanha de sedução para tentar convencer a opinião pública européia de que a produção do etanol não está afetando a Amazônia e que o País está tomando medidas para evitar o desmatamento com o cultivo da soja.   Leia mais na edição desta quarta-feira de O Estado de S. Paulo Nesta quarta-feira, 3, em Bruxelas, o governo e entidades de produtoras se reunirão pela primeira vez com deputados do Parlamento Europeu e com representantes da sociedade civil para mostrar como a soja e o etanol estão sendo produzidos. Na Europa, cresce a preocupação com a forma pela qual o Brasil estaria ignorando os aspectos ambientais na produção agrícola e o continente já planeja a criação até o final do ano de um certificado para controlar o comércio do etanol. A missão brasileira será composta por diplomatas, pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), Instituto Brasileiro do Agronegócio (ABAG) e pela Associação de Produtores de Soja do Mato Grosso (APROSOJA).

Tudo o que sabemos sobre:
Biocombustíveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.