Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Governo enviará nova MP do Refis em até 15 dias

Proposta é deixará MP caducar no dia 1º de junho para negociar novo texto, com juros e prazo de pagamento diferente

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2017 | 19h04

BRASÍLIA - O líder do governo no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC-SE), afirmou nesta terça-feira ao Estado/Broadcast que o Planalto vai deixar caducar a medida provisória (MP) que institui o Programa de Regularização Tributária, o chamado Refis. Segundo o parlamentar, o governo deve enviar uma nova MP nesse sentido em até 15 dias.

A MP do Refis perde a validade no próximo dia 1º de junho e ainda precisaria passar pela Câmara e Senado. Diante do impasse em relação ao texto da proposta aprovado em comissão mista no Congresso, o governo decidiu deixar a MP caducar e negociar um novo texto, com novas alíquotas de juros e multa e um novo prazo de parcelamento das dívidas.

Na Câmara, pelo menos outras oito MPs também perdem a validade até o início de junho. Entre elas, a que autoriza o saque de contas inativas do FGTS, que está sendo votada nesta terça-feira, 23, no plenário da Casa. 

O governo já admite que não conseguirá votar todas elas e que, por isso, deve enviar novas MPS no mesmo sentido. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Refis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.