Governo espanhol barra fusão de Iberdrola e Endesa

A Iberdrola e a Endesa enviaram comunicado à Comissão de Valores Mobiliários da Espanha confirmando que desistiram, em comum acordo, do "projeto de fusão por absorção da Iberdrola pela Endesa". Segundo a nota, os conselhos de administraçãos das duas empresas decidiram suspender a fusão, em reunião realizada hoje, após avaliadas as condições exigidas pelo Conselho de Ministros da Espanha no último dia 2. Pelas condições impostas pelo governo espanhol para aprovar a fusão, a nova empresa, que seria chamada Endesa Iberdrola, teria de manter a atual participação da Endesa em 42% do mercado de geração e teria de reduzir sua participação no mercado de distribuição a 48%. Sua participação no mercado de comercialização seria limitada a 60%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.