Governo estuda liberar FGTS para reforma de casa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em discurso na Conferência das Cidades, em Brasília, que o governo pretende liberar recursos do FGTS para a reforma de moradias e compra de material de construção. Atualmente, os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço só podem ser utilizados - na área de habitação - para aquisição de imóvel próprio.Lula disse que o estudo para essa nova modalidade de uso deve ser cauteloso, para que não haja aproveitamento indevido dos recursos. "O FGTS não é um pote de água benta que nunca acaba. Ele acaba. Não podemos esvaziá-lo de forma irresponsável", disse. O presidente disse que se o seu governo for repetir a política habitacional de governos anteriores a vitória do PT nas eleições presidenciais não terá sentido. "Perdemos três eleições, ganhamos na quarta e assumimos compromissos", disse o presidente, ao reafirmar que "pode-se não fazer tudo, mas o que se fizer tem de ser bem feito". Lula anunciou a formação de uma comissão para identificar prédios do governo federal que podem ser destinados à habitação para as famílias de baixa renda. Segundo ele, esses prédios estão próximos a creches, escolas e hospitais, em áreas com infra-estrutura para receber essas famílias. Uso político da misériaO presidente criticou o uso político da miséria no País. Sem citar nomes ou entidades, ele afirmou, que as ações governamentais são obrigações do Estado e não devem ser utilizadas como instrumento político. "É preciso parar de uma vez por todas de utilizar a política, que é a nossa obrigação, como instrumento". Ele destacou que o cartão do programa Bolsa Família, que unifica ações do Programa de Transferência de Renda, deve ter como símbolo apenas as bandeiras nacional, do Estado e do município.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.