Divulgação
Divulgação

Governo estuda programa de microcrédito de até R$ 3 bi para quem recebe Bolsa Família

Segundo o ministro Oscar Terra, programa será voltado para a inclusão de famílias no mercado de trabalho

Carla Araújo e Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

18 Julho 2017 | 12h15

BRASÍLIA - Em linha com o intuito do presidente Michel Temer de buscar o máximo de agendas positivas durante o recesso e tentar superar a crise política causada pela denúncia, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, afirmou nesta terça-feira que a pasta está terminando a formulação de um programa que deve se chamar "progredir", com o intuito de estimular a microeconomia.

Segundo o ministro, o programa, que será voltado para a inclusão das famílias do Bolsa Família no mercado de trabalho, pode ter até R$ 3 bilhões graças à autorização do uso de 2% dos de recursos dos depósitos compulsórios que os bancos fazem no Banco Central.

++ Fintechs podem ampliar empréstimos do BNDES

"A expectativa é que ajude 1 milhão de famílias", disse, destacando que é preciso que eles tenham uma proposta de trabalho feito em parceria com o Sebrae para verificar a viabilidade do microempreendimento.

Terra conversou com o presidente Michel Temer nesta segunda-feira, mas não deu a expectativa se vai conseguir apresentar o programa fechado ainda durante o recesso. Segundo ele, a pasta está acelerando os tramites, mas é preciso estar tudo alinhado para que ele não só seja lançado, mas "também funcione". 

Mais conteúdo sobre:
Bolsa Família Programa Social

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.