Governo estuda uso do FGTS como garantia de empréstimo

O governo pensa em permitir que o trabalhador use parte dos recursos que possui na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia de empréstimo bancário, admitiu hoje o ministro da Previdência, Ricardo Berzoini. Segundo ele, a medida valeria, em princípio, só para empréstimos da Caixa Econômica Federal (CEF). Ele explicou que o governo vê na garantia fornecida pelos recursos do trabalhador no FGTS a possibilidade de reduzir o risco da operação, permitindo assim uma queda na taxa de juros nesses empréstimos. Berzoini participou do lançamento do "BB Crédito Benefício", um sistema de micro-empréstimo do Banco do Brasil para 2 milhões de aposentados e pensionistas da Previdência Social que recebem seus benefícios pela instituição (BB). Serão favorecidos com esse crédito os aposentados e pensionistas que recebem até dois salários mínimos. A taxa de juros é de 2% ao mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.