Governo firma acordo por investimentos responsáveis

Objetivo é que fundos de pensão evitem comprar papéis de companhias que empregam trabalho infantil ou outras que proíbem sindicatos e associações 

Altamiro Silva Júnior, enviado especial da Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 12h43

O governo federal e representantes dos fundos de pensão assinaram ontem à noite um acordo para incentivar os investimentos das fundações em empresas socialmente responsáveis. Com R$ 174 bilhões aplicados em ações, o objetivo é que os fundos evitem comprar papéis de companhias que tenham práticas ruins, como aquelas que empregam trabalho infantil ou outras que proíbem sindicatos e associações.

O acordo de cooperação foi assinado pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, e o presidente da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), José de Sousa Mendonça.

A proposta, segundo Garibaldi, dá sequência ao protocolo de intenções firmado entre seu ministério e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em junho deste ano e quer estimular investimentos com base em critérios de sustentabilidade.

O ministro da Previdência compareceu ao 32º Congresso Brasileiro de Fundos de Pensão para assinar o acordo. Dirigentes dos grandes fundos e dos bancos que fazem a gestão dos recursos dessas fundações estão no evento, que conta com 3,4 mil participantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.