bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Governo francês manterá meta de crescimento para 2013

O ministro de Finanças da França, Pierre Moscovici, manteve nesta quarta-feira a meta oficial do governo para o crescimento, mesmo com o país tendo caído em recessão no primeiro trimestre. "Não vamos revisar a perspectiva de crescimento nem mudar a meta de criação de empregos até o fim do ano", afirmou, após uma reunião de gabinete. "O crescimento na França recomeçará na segunda metade do ano."

Agencia Estado

15 de maio de 2013 | 10h33

Dados de hoje mostraram que a economia francesa sofreu recessão no início do ano, destacando o desafio que o presidente François Hollande enfrenta para combater o desemprego e controlar as finanças públicas. A segunda maior economia da zona do euro contraiu 0,2% nos primeiros três meses do ano, em relação ao trimestre anterior, após uma contração de também 0,2% no último trimestre de 2012. A contração foi maior do que a queda de 0,1% prevista por economistas consultados pela Dow Jones.

Um ano após assumir um mandato de cinco anos, Hollande assiste sua popularidade encolher em meio às dificuldades da economia. O governo projeta crescimento de 0,1% este ano, enquanto a Comissão Europeia prevê contração de 0,1%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançacrescimentoMoscovici

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.