finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Governo libera R$ 165 milhões para habitação

O governo anunciou nesta quarta-feira a liberação de R$ 165 milhões para aquisição de casas populares, dentro do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH). O dinheiro será suficiente para subsidiar a aquisição de 26.300 casas populares, dirigidas a famílias com renda mensal de até R$ 740.Embora o PSH exista desde o governo passado, ele foi ampliado para incluir as áreas rurais e se adaptar aos programas sociais do novo governo. "O programa agora está focado na população que ganha de um a três salários mínimos", disse o secretário de Habitação do Ministério das Cidades, Jorge Hereda. "Essa população corresponde a 84% do déficit total de 6,6 milhões de moradias no Brasil." O objetivo é permitir que as prestações, de até 72 meses, absorvam apenas 20% da renda mensal da família. Os juros são fixos, compostos pela Taxa Referencial (TR) mais 6% ao ano. Segundo o secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, dentro de cerca de 30 dias o governo deverá fazer um novo leilão para liberar os R$ 185 milhões restantes do valor destinado ao programa este ano no orçamento. Quatro bancos foram habilitados a distribuir os recursos: a Caixa Econômica Federal, a cooperativa Crehnor e as repassadoras de recursos do sistema de habitação Economisa e Família Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.