Governo Lula prepara plano estratégico para agronegócio

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer ter em mãos até o fim do governo, em dezembro de 2010, um plano estratégico para o setor do agronegócio. O projeto, que abrangerá o período dos próximos 15 anos, deverá apontar quais devem ser as diretrizes de atuação do governo para impulsionar o setor, conciliando questões ambientais e sociais, atualmente fatores de tensão permanente. Para coordenar o trabalho foi convidado o pesquisador da Embrapa Soja Décio Luiz Gazzoni. Ele assume na segunda-feira, em Brasília, a função de gerente do projeto a ser desenvolvido no âmbito da Subsecretaria de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.O pesquisador diz que o grande desafio do Brasil é expandir a atividade agropecuária sem que as novas fronteiras agrícolas avancem sobre a Amazônia e o Pantanal, focando no aumento da produtividade. A criação de empregos, sem prejuízo da qualidade de vida do trabalhador do campo, a defesa agropecuária, a logística e a infraestrutura também serão pontos importantes no trabalho. "É um projeto amplo, mas teremos de apontar algumas prioridades a serem avaliadas pelo presidente", antecipa o pesquisador.

JANE MIKLASEVICIUS, Agencia Estado

28 de janeiro de 2009 | 19h23

Tudo o que sabemos sobre:
agronegócioLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.