Governo mantém alíquota de 27,5% para IR em 2006

Os Ministérios do Planejamento e Fazenda divulgam esta tarde nota conjunta na qual informam que a alíquota de 27,5% da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física continuará a ser cobrada a partir de 1º de janeiro de 2006.Segundo informações do Ministério do Planejamento, o governo considera que foi um equívoco a informação contida na mensagem presidencial que encaminhou o Orçamento de 2006 ao Congresso, na qual informa que a alíquota de 27,5% não seria cobrada a partir de 1º de janeiro e a tabela voltaria a ter como alíquota máxima o porcentual de 25%.A Lei 11.119, de maio deste ano, porém, determinou que a alíquota de 27,5% passou a ser permanente. Esta lei, originária da Medida Provisória 232, corrigiu os valores da tabela do IR em 10%.A equipe técnica da Receita reuniu-se na manhã de hoje para definir uma posição sobre as alíquotas da tabela de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Física a partir de 1º de janeiro de 2006. Segundo fonte do governo, a Receita prepara um proposta para corrigir a tabela do IR.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.