Governo negocia com indústria empresa de biotecnologia

Está sendo "costurada" a criação de uma empresa de biotecnologia industrial com participação minoritária do governo para investir na área de risco de transformar pesquisa em protótipos para produção comercial, anunciou o presidente do Conselho Empresarial de Tecnologia da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Fernando Sandroni, no 20º Fórum Nacional. De acordo com Sandroni, o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira da Indústria de Química Fina (Abifina) estão negociando a criação da empresa por um decreto do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.A empresa seria uma sociedade de propósito específico (SPE) e o financiamento privado para ela poderia receber incentivo fiscal. Ela também poderia ter professores universitários federais trabalhando cedidos pelo governo."Já ouvi falar, mas não tenho mais informações", disse o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, que também participou do evento sobre a empresa. Pochmann atribuiu o assunto ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão, "que é um estudioso com doutorado no tema da indústria farmacêutica".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.