Governo pede e TAM suspende 470 demissões

A TAM interrompeu nesta quarta-feira o processo de demissão de 470 funcionários, anunciado na sexta-feira, e concordou, junto com a Varig, com um pedido do governo para que nenhum corte de funcionários ocorra nos próximos 30 dias. Durante esse período, o processo de fusão entre as companhias será avaliado, enquanto os integrantes do Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac) se reúnem com representantes das empresas e das entidades que representam os trabalhadores para buscar saídas para a crise do setor aéreo.Oficialmente, as companhias não quiseram comentar os novos rumos da política do governo para o setor, mas a TAM confirmou que cerca de 380 demissões já haviam sido concretizadas até hoje, quando a companhia foi avisada da nova orientação do governo. A Varig já havia posto em prática um plano de demissões voluntárias e definia o tamanho do corte a ser anunciado nos próximos dias, mas confirmou que aguardará novo sinal do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.