finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Governo pede para teles reduzirem assinatura do telefone

A redução na tarifa da assinatura básica cobrada mensalmente nas contas de telefone fixo poderá ser iniciada pelas camadas de baixa renda. A sugestão foi apresentada pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, às empresas do setor, em reunião nesta sexta pela manhã. "Pedi às empresas que elas encontrem caminhos para reduzir o preço da assinatura", disse. Segundo ele, as empresas tiveram boa vontade em discutir o assunto.O ministro disse que algumas empresas já dispõem de serviços destinados às camadas mais carentes da população, mas é intenção dele levar as operadoras a melhorarem as condições desse serviço, que tem uma série de restrições, como por exemplo prazos maiores para instalação e reparo e impedimento para fazer ligações para celulares.O ministro informou que vai procurar o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, para discutir a possibilidade de redução da carga tributária incidente sobre os serviços de telefonia prestados para quem ganha até um salário mínimo. Pretende, além disso, falar com os governadores, que arrecadam ICMS sobre serviço de telefonia.Costa quer também que sejam liberados recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para reduzir o preço do serviço para as camadas de baixa renda.Na próxima terça-feira, o ministro vai levar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um relato de sua conversa com as empresas de telefonia fixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.