Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Governo pensará em alternativa caso imposto sindical seja extinto, diz Temer

Em entrevista à TV Bandeirantes, presidente disse que, caso imposto sindical seja extinto, financiamento aos sindicatos poderá chegar a, no máximo, metade do valor que hoje é arrecadado pelas entidades

Valmar Hupsel Filho, O Estado de S. Paulo

15 de abril de 2017 | 20h46

O presidente Michel Temer disse que pensará numa alternativa de financiamento aos sindicatos caso seja extinto o imposto sindical, mas ponderou que a proposta não será mais que a metade do valor que é arrecadado hoje pelos sindicatos. 

Segundo ele, há uma “tendência fortíssima” e no Congresso pelo fim da contribuição, que é de um dia de trabalho por ano. “Será inevitável”, disse ele sobre a extinção, em entrevista à TV Band, veiculada na noite deste sábado, 15. 

“Há uma tendência fortíssima para acabar com a contribuição sindical. Se realmente for eliminada, depois verificamos uma forma, mais pra frente, pela qual possamos estudar, de um suporte financeiro para os sindicatos”, disse. 

“Pensaremos num acordo para que seja metade de um dia. Ou um terço. Uma coisa que dê sustentação ao sindicato”, disse.   

Mais conteúdo sobre:
Michel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.