DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Governo pode fazer nova redução de juros de consignado para servidores

Segundo apurou o 'Estado', taxas nas operações de crédito consignado para servidores cairia de 2,20% para 2,05% ao mês

Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2017 | 18h52

BRASÍLIA - Embalado pelo cenário mais favorável da economia, o governo federal pode fazer uma segunda redução dos juros dos empréstimos consignados para os servidores públicos. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, as taxas nas operações de crédito consignado para servidores cairia de 2,20% para 2,05% ao mês.

Os estudos para a mudança estão sendo coordenados pelo Ministério do Planejamento. O ministro da pasta, Dyogo Oliveira, que estava acompanhando o presidente Michel Temer à China, chegou hoje ao Brasil e deve tomar a decisão nos próximos dias. A mudança depende de portaria do Planejamento.

É mais uma medida para ajudar a atividade econômica nesse momento de retomada sem custo fiscal. O governo já permitiu o saque de R$ 44 bilhões das contas inativas do FGTS. E também a antecipação do saque para cotistas idosos do PIS/Pasep, com injeção esperada de R$ 15,9 bilhões na economia e beneficiando cerca de 8 milhões de pessoas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.