Governo pode intervir em banco após prejuízo

O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2012 | 03h10

O banco italiano Monte dei Paschi di Siena divulgou prejuízo líquido de 1,6 bilhão no primeiro semestre, atingido por grandes baixas contábeis no valor de aquisições malfeitas nos últimos anos, o que deve pavimentar o caminho para o Estado italiano tornar-se um acionista do banco. A instituição teve baixa contábil de 1,5 bilhão nos chamados ativos intangíveis, incluindo o valor de sua holding Banca Antonveneta, adquirida em 2007. As perdas aumentam as chances de que o banco tenha prejuízo todo 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.