Governo pretende elevar produção de trigo em 25%

Estimativa de aumento na produção tem como base a produtividade da safra atual, de 2.100 kg/hectare

FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

17 de abril de 2008 | 15h44

O governo almeja que o País eleve em 25% a produção de trigo na safra 2008/09. Com isso, a produção alcançará 4,75 milhões de toneladas, o que corresponde a 47% da demanda nacional. Essas previsões fazem parte do Plano Nacional do Trigo, que está sendo lançado hoje pelo Ministério da Agricultura.A estimativa de aumento na produção tem como base a produtividade da safra atual, de 2.100 kg/hectare. Entre as medidas de apoio, destacam-se o reajuste de 20% no preço mínimo do cereal para a safra que está sendo plantada neste momento e a ampliação do limite de financiamento para custeio das lavouras de trigo de sequeiro, para R$ 400 mil por produtor, o que significa reajuste de 33%.Além disso, o governo vai autorizar a contratação de Empréstimo do Governo Federal (EGF) durante todo o ano e não apenas no período de safra. As três medidas foram aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).Está prevista, ainda, a criação de uma Linha Especial de Crédito (LEC) para comercialização, com taxa de juros de 6,75% ao ano, e garantia de R$ 1,2 bilhão do crédito rural. Na avaliação do ministério, com essas ações o governo reafirma seu comprometimento com o apoio à produção e à comercialização do trigo, diminuindo a dependência externa do País em relação ao cereal."O reajuste dos preços mínimos a níveis que garantam o preço ao produtor e que sustentem a formação da renda da atividade foi um sinal claro nesse sentido", informou o ministério por meio de nota distribuída por sua assessoria de imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.