Governo promete R$ 21,5 bi para habitação até 2007

O governo federal quer financiar e apoiar entre 2004 e 2007 a construção de 1,2 milhão de moradias, em benefício de famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos, afirmou hoje o ministro das Cidades, Olívio Dutra. "Vamos investir, nos próximos quatro anos, R$ 21,5 bilhões no setor habitacional", afirmou.Segundo o ministro, só neste ano, o governo está aplicando em habitação mais do que em cada um dos três anos anteriores. Dutra afirmou que em 2000 foram investidos R$ 4,6 bilhões, em 2001 outros R$ 3,35 bilhões e, em 2002, mais R$ 820 milhões."Chegaremos ao final de 2003 com investimentos diretos e financiamentos superiores a R$ 5,4 bilhões. Para o ano que vem pretendemos aplicar em habitação mais de R$ 5,6 bilhões", afirmou.Dutra ressalta que o déficit habitacional no Brasil é estimado em 6,6 milhões de moradias, sendo 5,3 milhões só na área urbana. "Além disso, outras 10 milhões de famílias vivem em moradias carentes, sendo que 1,4 milhão de moradias não tem sanitário interno.Segundo o ministro, das 5,3 milhões de famílias que precisam de moradias nas cidades, 4,4 milhões ganham até três salários mínimos por mês e outras 440 mil famílias têm renda mensal bruta na faixa de 4 a 5 salários mínimos.Dutra ressaltou, ainda, que enquanto 92% do déficit habitacional está concentrado sobre a faixa de renda familiar de até cinco salários mínimos, os financiamentos dos fundos públicos destinados à construção, à reforma e à compra de moradia vinham atendendo, historicamente, às famílias que ganham mais de cinco salários mínimos. "É uma injustiça. Temos o dever de interromper essa prática", afirmou.

Agencia Estado,

17 de novembro de 2003 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.