Antonio Cruz/Agência Brasil - 19/2/2020
Antonio Cruz/Agência Brasil - 19/2/2020

Governo publica exoneração de Salim Mattar e Paulo Uebel

Os dois pediram para sair do Ministério da Economia na semana passada, após um ano e meio de dificuldades para implementar as medidas para quais foram convidados a integrar o governo: as privatizações e a reforma administrativa

Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2020 | 11h48

BRASÍLIA - O Diário Oficial da União desta terça-feira confirma a exoneração de Salim Mattar e Paulo Uebel de secretarias do Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes. Os dois pediram para deixar o governo na semana passada. Mattar estava à frente da área que toca as desestatizações e Uebel, da agenda de desburocratização.

O empresário Salim Mattar e o economista Uebel saíram após um ano e meio de dificuldades para implementar as medidas para quais foram convidados a integrar o governo de Jair Bolsonaro: as privatizações e a reforma administrativa, duas das quatro principais agendas de Guedes - além das reformas previdenciária e tributária.

Salim manifestou insatisfação com o ritmo das privatizações. Segundo ele, "o establishment" não quer privatizações. Uebel pediu demissão por discordar da estratégia do governo federal de deixar a reforma administrativa parada.

Ainda na semana passada, Guedes indicou os novos titulares para as duas secretarias. Para o lugar de Salim, foi escolhido o atual secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura da pasta, Diogo Mac Cord. Para substituir Uebel, o nome indicado é do presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Caio Andrade. As nomeações ainda não foram publicadas no Diário Oficial.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.