Governo quer atingir superávit primário de 4,25% do PIB

O governo federal espera atingir o superávit primário de 4,25% do PIB deste ano sem ter que incluir aí o desconto de 0,50% do PIB que estão no Projeto Piloto de Investimento em Infra-estrutura (PPI) anunciado no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), informou o secretário de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento, Ariel Cecílio Pares, no seminário "Cenários da Economia Brasileira e Mundial em 2007"."Nossa perspectiva é sempre mirar 4,25%. Sendo necessário, teremos 0,50 de dedução", afirmou, durante apresentação no evento, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Depois, em entrevista, ele explicou que "nas contas fiscais que estão no decreto de programação deste ano, não temos os 0,50 do PPI".Ele contou que as contas foram feitas prevendo superávit primário efetivo de 4,25% do PIB. "E vamos perseguir 4,25% do PIB".Pares lembrou que o PPI já foi de 0,2% do PIB, mas o governo nunca usou essa margem para reduzir o superávit primário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.