Governo quer aumentar índice de nacionalização do Proinfa

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, anunciou que o governo pretende aumentar o índice de nacionalização do Proinfa, o programa de incentivo a energias renováveis, que pretende contratar 3,3 megawatts até 2006. O índice fixado para a primeira etapa do programa, previsto no projeto de lei de conversão 24, que já foi aprovado pelo Congresso, foi de 60%. "Eu ainda considero bastante baixo. Esse índice tenderá a se aproximar de 100%", afirmou ela durante conferência sobre energias renováveis, promovido pelo Itamaraty.A ministra avaliou que o programa gerará 150 mil postos de trabalho diretos e indiretos e atenderá aos objetivos estratégicos do governo de complementar o suplemento de energia nos períodos sazonais e promover a geração distribuída, e de atrair investimentos privados. A energia será contratada em parcelas iguais de fontes eólicas, de biomassa e de pequenas centrais hidrelétricas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.