Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Governo quer conectar Norte-Sul à Transnordestina

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, disse hoje que o governo pretende interligar a Ferrovia Norte-Sul à Transnordestina. O ramal partiria de uma das "pontas" da Transnordestina, em Eliseu Martins (PI), até algum ponto da Norte-Sul ainda não definido pelo governo. "Ao fazer essa ligação com a Transnordestina, conectaremos a Norte-Sul aos portos de Pecém (CE) e Suape (PE)", disse Nascimento.Segundo o ministro, para viabilizar o projeto, o governo deverá subconceder o trecho à iniciativa privada. O dinheiro usado na venda da subconcessão será aplicado pela estatal Valec para construir a linha. Esse é o mesmo modelo que o governo vem adotando na Norte-Sul. Recentemente, a Companhia Vale do Rio Doce arrematou por R$ 1,478 bilhão a subconcessão para operar o trecho da Norte-Sul de Açailândia (MA) a Palmas (TO). O dinheiro pago pela Vale do Rio Doce no leilão será usado pelo governo para concluir as obras da Norte-Sul. O governo emprega o termo subconcessão porque, originalmente, a concessão pertence à estatal Valec.Além dessa conexão, o governo já anunciou que pretende levar a Norte-Sul até o município de Santa Fé do Sul, em São Paulo. Segundo Nascimento, até o fim do ano o governo deve publicar medida provisória dando à Valec a concessão desses novos trechos - tanto a extensão da Norte-Sul para São Paulo como a conexão com a Transnordestina - para que, posteriormente, esses trechos sejam subconcedidos à iniciativa privada por meio de leilão.

LEONARDO GOY, Agencia Estado

21 de novembro de 2007 | 19h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.