Governo quer mais participantes no trem-bala, diz Borges

O ministro dos Transportes, Cesar Borges, afirmou nesta quinta-feira, 17, que o governo quer atrair participantes para o leilão do trem-bala. Disse, ainda, que o governo esperar ter condições de licitar a primeira fase do trem-bala ao longo de 2014. "Teve adiamento do leilão porque verificamos que o mercado apresentava só uma empresa compromissada em participar do certame. Achamos melhor fazer estudos para entrarem novos participantes", disse. "Queremos que o projeto seja colocado com êxito na hora que for ofertado ao mercado."

LAÍS ALEGRETTI, EDUARDO RODRIGUES E RICARDO DELLA COLETTA, Agencia Estado

17 de outubro de 2013 | 12h29

Ele afirmou que o trem-bala tem viabilidade técnica e é um avanço tecnológico. Lembrou da importância de ligar o aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, à capital paulista. "Sabemos e temos convicção de que o projeto é muito importante para o País. Vamos trabalhar na adequação para que ele seja colocado no momento certo e tenhamos empresas interessadas em participar", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.