Governo quer manter crescimento de 5%, diz Mantega

Segundo ministro da Fazenda, foco não é crescer mais; 'É preciso olhar a qualidade do crescimento'

Nalu Fernandes, da Agência Estado,

14 de abril de 2008 | 16h46

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira, 14, que o foco do governo não é um crescimento maior da economia do País, e sim manter o crescimento econômico de 5%. Em evento para investidores em Nova York, ele disse que a demanda e a oferta estão crescendo juntas. "O investimento no Brasil está muito robusto e atinge patamar (superior a 17%) que não era visto há muito tempo", disse. Segundo o ministro, é preciso olhar a "qualidade" do crescimento econômico. O ministro afirmou que só agora recuperou o "humor brasileiro", depois de ter ido à reunião do Fundo Monetário Internacional, "pois todo mundo lá estava só projetando crescimento (econômico) baixo". "Agora já estou refeito", afirmou antes de ir para reunião com agências de rating. No caso do Brasil, o FMI elevou a projeção do PIB para 4,8% neste ano, ante nível de 4,5% em janeiro. Indagado sobre se apresentaria este resultado às agências de risco, Mantega respondeu: "vou mostrar o PIB maior para as agências de rating. Vou colocar o PIB na mesa". Segundo o ministro, "há uma verdadeira revolução na estrutura produtiva brasileira". Mantega avalia que a demanda interna não está sendo estimulada de forma artificial e cita que está sendo estimulada pelo aumento da renda e do emprego.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido MantegaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.