Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Governo reafirma que estuda mudanças para setor automobilístico

O governo estuda mudanças para o setor automobilístico. A informação foi dada pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Demian Fiocca. Estas alterações incluem mudanças nos financiamentos da instituição para o setor automobilístico e em relação aos créditos para exportações de automóveis. Ele informou que as modificações que houverem não valerão apenas para a Volkswagen, mas para todo o setor.Fiocca não deu detalhes sobre esses estudos. Não confirmou nem negou que as taxas cobradas pelo Banco para o setor poderão ser reduzidos e nem que o valor do crédito à exportação possa ser ampliado de 30% para 60% do total da venda ao exterior, possibilidade informada pelo ministro do Trabalho, Luiz Marinho.Negociações com o exteriorHoje, a pedido de representantes do governo chinês, empresários dos dois países se reuniram em um seminário em São Paulo, em um esforço para incentivar a geração de novos negócios na área automobilística. Isso porque a China pretende estimular o comércio bilateral com o Brasil no setor automotivo."Esta cooperação mútua é muito positiva para os dois países", disse o diretor do Ministério do Comércio da China, Zhang Ji, que comanda uma missão com mais de 40 empresários chineses do setor de autopeças.De acordo com a Câmara Brasil-China de Desenvolvimento Econômico (CBCDE), o encontro de hoje representa apenas um primeiro contato entre os empresários chineses e brasileiros, o que dificulta o estabelecimento de metas de crescimento do comércio bilateral no segmento. Mesmo assim, representantes dos dois países garantem que há um espaço importante a ser ocupado.

Agencia Estado,

11 de maio de 2006 | 16h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.