finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Governo reduz previsão de expansão do PIB a 1,8% e vê mais inflação em 2014

O governo reduziu para 1,8 por cento a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, sobre 2,5 por cento esperados até então, segundo o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas divulgado nesta terça-feira.

REUTERS

22 de julho de 2014 | 16h30

No documento, elaborado pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento, o governo elevou para 6,20 por cento a projeção de alta do IPCA neste ano, frente a 5,60 por cento por cento estimado anteriormente, aproximando-se do teto da meta do governo, de 4,5 por cento, com margem de dois pontos percentuais para mais ou menos.

O governo calculou ainda que as receitas extraordinárias somarão 27,016 bilhões de reais entre julho e dezembro deste ano, acima dos pouco mais de 24 bilhões de reais esperados para o período de maio a dezembro.

(Reportagem de Luciana Otoni; Edição de Patrícia Duarte)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRORELATORIORECEITAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.