Estadão
Estadão

Governo reduz projeção de alta do PIB de 2018 de 2,50% para 1,6%

Dado se aproxima da previsão do mercado, que espera avanço de 1,5%; já a projeção do governo para a inflação medida passou de 3,4% para 4,2%

Eduardo Rodrigues e Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2018 | 16h44

BRASÍLIA - A equipe econômica revisou a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018 de 2,50% para 1,60%, de acordo com a nova grade de parâmetros macroeconômicos divulgada nesta sexta-feira pelo Ministério do Planejamento. O dado já havia sido antecipado ao Broadcast pelo ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, na semana passada. No último Relatório de Mercado Focus, elaborado pelo Banco Central, a projeção dos economistas do mercado financeiro apontava para uma alta de 1,50% neste ano.

+ País perde 661 vagas de empregos em junho, informa Caged

Já a projeção do governo para a inflação medida pelo IPCA em 2018 passou de 3,4% para 4,2%. No Focus, as estimativas dos analistas eram de um IPCA de 4,15% neste ano.

+ 'Folga' fiscal em relação ao teto de gastos é de R$ 666,6 milhões

O Ministério do Planejamento também revisou a projeção para o IGP-DI de 2018, de 5,1% para 7,9%. A estimativa da Pasta para a Selic (a taxa básica de juros) média em 2018 passou de 6,3% para 6,5% ao ano.

A projeção do governo para o câmbio médio em 2018 passou de R$ 3,4 para R$ 3,6. Por fim, a estimativa de alta da massa salarial nominal passou de 5,1% para 4,2% este ano.

Tudo o que sabemos sobre:
PIB [Produto Interno Bruto]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.