Governo suspeita de propaganda subliminar de cigarro

A Secretaria de Direito Econômico (SDE) instaurou nesta sexta-feira um processo administrativo contra a fabricante de cigarros Souza Cruz para investigar possível propaganda subliminar na campanha para a TV "Artista Plástico II", da marca Free.O processo foi aberto pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) com base em denúncia e documentos encaminhados pelo Ministério Público do Distrito Federal. De acordo com a SDE, o material encaminhado ao DPDC diz que a publicidade apresenta uma técnica de transmissão de imagens contendo "estimulação subliminar, com inserções de imagens, palavras e idéias que impossibilitam uma leitura consciente por parte do consumidor".A abordagem da publicidade, segundo o DPDC, poderia afrontar o Código de Defesa do Consumidor e induzir o consumidor ao erro, colocando em risco sua saúde. A Souza Cruz tem um prazo de 10 dias para apresentar defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.