Governo tentará resolver situação de passageiros da Vasp

Em relação à situação dos passageiros da Vasp, que não estão conseguindo embarcar nas demais companhias, porque elas não aceitam mais os bilhetes endossados da Vasp, o ministro da Defesa, José Viegas, disse que o Departamento de Aviação Civil (DAC) está em contato permanente com outras empresas para tentar resolver a questão da melhor maneira possível. "Há questões que precisam ser estudadas, como o endosso dos bilhetes porque as companhias têm interesses que têm de ser levados em conta. E nós vamos procurar equacionar isso da melhor maneira possível para causar o menor transtorno possível aos usuários".Viegas disse ainda que "o governo vê com atenção a evolução da situação da Vasp", mas ressaltou que ela é uma empresa privada, e que, por isso mesmo, tem de administrar os seus próprios problemas e o governo não tem como substituir aviões ."Quem tem de substituir os aviões é a própria empresa. Mas nós, evidentemente, acompanhamos com muita atenção a evolução dessa situação com objetivo de que não haja danos para os usuários, inclusive reorientando a prestação de serviços que a Vasp deixou de dar em muitas cidades, para outras companhias aéreas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.