Governo torna permanente desoneração da folha de pagamento; mantém setores beneficiados

O governo federal decidiu tornar permanente a desoneração da folha de pagamento para setores já beneficiados pela medida, anunciou nesta terça-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega, após reunião com empresários.

Reuters

27 de maio de 2014 | 18h50

Segundo Mantega, a expectativa é que a renúncia fiscal seja da ordem de 21,6 bilhões de reais ao ano daqui para frente, considerando as atuais áreas da economia já beneficiadas e com base no montante estimado de perda de arrecadação para 2014.

O ministro afirmou ainda, a jornalistas, que os setores beneficiados pela desoneração da folha elevaram o nível de emprego, enquanto áreas não contempladas reduziram a quantidade de trabalhadores, de maneira geral.

Atualmente, 56 setores contam com a desoneração da folha de pagamento, que até a decisão desta terça-feira teria validade até o fim de 2014.

Mantega disse que o benefício não será estendido a novos setores neste ano, mas que isso ocorrerá ao longo do tempo.

(Por Luciana Otoni e Nestor Rabello)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRODESONERACAOPERMANENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.