Estadão
Estadão

Governo vai abrir nova rodada de concessões de aeroportos nos próximos dias

Segundo informações do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, até o final de abril estudos sobre mais quatro rodovias também devem ser apresentados

LISANDRA PARAGUASSU, TANIA MONTEIRO, RICARDO DELLA COLLETA E VICTOR ALVES, O Estado de S. Paulo

23 de março de 2015 | 14h04

O governo vai apresentar nos próximos dias a nova rodada de propostas de concessões de aeroportos, incluindo Salvador, Florianópolis e Porto Alegre, e até o final de abril deve apresentar os estudos de concessão de mais quatro rodovias. Até o início de 2016, outras seis também devem ser leiloadas, segundo informações do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, após participar de reunião de coordenação política conduzida pela presidente Dilma Rousseff, nesta segunda-feira, 23. O ministro destacou que o programa de concessões à iniciativa privada na área de infraestrutura continua e vai ser ampliado.

"Mais quatro rodovias terão os estudos entregues ao longo de abril para fazermos as propostas, as audiências públicas, para viabilizar os leilões até o final do ano. Estamos identificando outras que podem ser objeto de concessão para chamar os estudos. Serão pelo menos mais seis rodovias até o início do ano que vem", afirmou Barbosa. 

O ministro ainda ressaltou que está sendo discutida ainda a terceira fase do Programa Minha Casa, Minha Vida, além de concessões de hidrovias e ferrovias, e a abertura de consultas públicas sobre a modelagem para concessão de dragagem de portos. "O programa de concessões continua", afirmou. "São várias iniciativas e esperamos que as concessões aconteçam rapidamente". Sobre os aeroportos, Barbosa disse que o "ministro da Aviação Civil está trabalhando na nova rodada de concessões". 

O ministro ainda elogiou o leilão de concessão da ponte Rio-Niterói, realizado na semana passada, com redução na tarifa de quase 37%. De acordo com Barbosa, é um exemplo de que o programa continua e de que o Brasil tem uma "economia diversificada e dinâmica".

Interesse. O presidente da General Electric (GE), Jeffrey Immelt, esteve reunido nesta segunda-feira, 23, com a presidente Dilma Rousseff. Ao fim do encontro, ele falou com a imprensa, quando afirmou que o programa de concessões brasileiro está entre os interesses da empresa no Brasil. O executivo disse que também tem interesse em  desenvolvimento de infraestrutura e transporte, assim como geração de energia a gás e eólica, transmissão de energia, produtos para saúde, aviação e iluminação pública.

Todos esses pontos, segundo ele, foram apresentados à presidente. "Tive oportunidade, durante a audiência com a presidente, de tratar de uma ampla gama de assuntos que a GE tem no Brasil", disse. "Brasil é extremamente importante em escala global para GE", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.