Governo vai adiar escolha do padrão de rádio digital

Problemas detectados no padrão americano de rádio digital (Iboc) têm "assustado" a Casa Civil

Gerusa Marques, Agência Estado

16 de outubro de 2007 | 15h10

O governo vai adiar para o próximo ano a decisão sobre a escolha do padrão de rádio digital que será adotado no Brasil. O assessor especial da Casa Civil da Presidência da República, André Barbosa, disse que os problemas detectados no padrão americano de rádio digital (Iboc) têm "assustado" a Casa Civil. Veja também: Sistema de rádio digital só será escolhido após testes Entenda o que muda com o rádio digital "A Casa Civil está preocupada em não tomar uma decisão de afogadilho", disse Barbosa, após participar de audiência pública na Comissão de Educação do Senado para discutir uma proposta de Lei Geral de Comunicação Eletrônica de Massa. O ministro das Comunicações, Hélio Costa, havia dito que a decisão poderia sair já no mês passado, e a tendência, apoiada pelos radiodifusores, era a de escolher o padrão americano para as emissoras AM e FM, porque é o único que permite o funcionamento simultâneo do sistema de rádio digital e do analógico. Para as emissoras de ondas curtas, usadas principalmente na Amazônia, seria escolhido o padrão europeu. Barbosa disse que o próprio Hélio Costa sugeriu que, antes da escolha do padrão, uma delegação do governo brasileiro vá aos Estados Unidos para se reunir com representantes do órgão regulador americano (Federal Communications Commission - FCC), emissoras de rádio e universidades. "Achamos melhor visitar os Estados Unidos e tomar uma decisão que inclua a universidade brasileira", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.