Governo vai comprar milho para atender o Nordeste

O governo vai apoiar a comercialização de até 300 mil toneladas de milho, por meio de operações de Aquisição do Governo Federal (AGF). O governo pretende comprar os lotes no mercado do Paraná e remover o produto para a região Nordeste, onde a produção não é suficiente para atender ao consumo. As compras devem ser feitas de acordo com a necessidade do mercado. Uma fonte do governo disse que dificilmente será possível comprar milho pelo preço mínimo de garantia, como é comum nas operações de AGF. O mercado está aquecido e as cotações no Paraná estão muito acima do preço mínimo de R$ 14 por saca de 60 quilos. A operação deve começar a ser implementada em junho.Na semana passada, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, defendeu a criação de um mecanismo que permitisse a importação de milho transgênico para abastecer o Nordeste. Ele disse que iria levar o assunto para análise na Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.