Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

Governo vai liberar FGTS para imóvel de até R$ 500 mil

O valor máximo dos imóveis que podem ser pagos com o saldo do mutuário no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será elevado dos atuais R$ 350 mil para R$ 500 mil. A decisão deverá ser formalizada na reunião de amanhã do Conselho Monetário Nacional (CMN), segundo informou hoje o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa.

LU AIKO OTTA, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 20h31

A classe média terá também um alívio no valor da entrada a ser paga na aquisição dos imóveis. Hoje, os bancos financiam até 80% do total, se o empréstimo for pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Essa parcela deve passar a 90%.

Nos imóveis para a classe média emergente, construídos com recursos do FGTS, a parcela financiada pelos bancos deve passar dos atuais 90% para 100%. Atualmente, enquadram-se nessa categoria imóveis avaliados em até R$ 130 mil, se estiverem nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro ou Distrito Federal; R$ 100 mil, nos municípios de até 500 mil habitantes; ou R$ 80 mil, nas demais regiões.

Tudo o que sabemos sobre:
créditohabitaçãoFGTS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.