Governo vai liberar R$ 1 bi para dragagem de 15 portos

O governo federal vai liberar R$ 1 bilhão para obras de dragagem em 15 portos brasileiros entre 2008 e 2009, afirmou hoje o secretário especial de Portos, ministro Pedro Brito. A meta é preparar os terminais para atracação de navios com capacidade de até 12 mil contêineres. Hoje, o limite é de 5.500 contêineres. A empresa que oferecer o menor preço será responsável pela obra e pela manutenção da dragagem por um prazo de seis anos. Como forma de baratear o processo, empresas internacionais poderão participar da licitação.De acordo com ele, o edital para as obras no Porto de Rio Grande será lançado em janeiro do próximo ano. O edital para dragagem no Porto de Santos será divulgado em maio. Em Santos, disse o secretário, a meta é aprofundar o calado, ou seja, a profundidade, de 12 para 15 metros. O canal será alargado de 220 para 250 metros. O aprofundamento exigirá retirada de 12,6 milhões de metros cúbicos de resíduos do local. Para manter o calado, será preciso retirar quatro milhões de metros cúbicos anualmente.No caso de Rio Grande, a idéia é ampliar o calado de 13 para 16,2 metros. "Com a ampliação do canal do Panamá, precisamos estar preparados para receber navios grandes", afirmou o ministro. Brito disse que a idéia do governo é definir portos concentradores, ou seja, aqueles que poderão receber navios grandes e, posteriormente, redistribuir as cargas para navios menores. O governo definiu que os portos de Santos e do Rio Grande terão essa função, mas outros portos serão escolhidos em parceria com a iniciativa privada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.