TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Governo calcula estoque de pedaladas fiscais em R$ 57 bilhões em 2015

Pagamentos atrasados ao BNDES e ao FGTS são os mais volumosos; para Orçamento de 2016, governo prevê meta de superávit primário de 0,7% do PIB

REUTERS

04 de novembro de 2015 | 15h10

O governo calculou que o estoque de pedaladas fiscais, no final deste ano, é de R$ 57 bilhões, incluindo encargos da dívida, segundo documento enviado à Comissão Mista de Orçamento (CMO) e obtido pela Reuters nesta quarta-feira, 4.

Deste total, R$ 22,4 bilhões são referentes aos pagamentos em atraso ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outros R$ 20,7 bilhões ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Também existem R$ 1,5 bilhão à Caixa e R$ 12,3 bilhões ao Banco do Brasil.

Próximo ano. O relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, deputado Ricardo Teobaldo (PTB-PE), incluiu no documento a meta de superávit primário do setor público consolidado equivalente a 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no projeto, em linha com a proposta do governo federal.

A proposta foi apresentada em reunião de líderes da Comissão Mista de Orçamento do Congresso, que ainda avalia se o projeto será votado nesta sessão.

Tudo o que sabemos sobre:
pedaladas fiscaisorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.