Dado Ruvic/ Reuters
Dado Ruvic/ Reuters

Governo zera imposto de importação de equipamento para mineração de bitcoin

A medida vale para os aparelhos que solucionam problemas matemáticos da rede utilizando o algoritmo SHA256

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2022 | 14h31

O governo federal zerou o imposto de importação cobrado por equipamentos utilizados na mineração de bitcoin, segundo publicação em edição do Diário Oficial da União na última segunda-feira, 9. 

A medida tomada pela Câmara de Comércio Exterior do Ministério da Economia se refere aos aparelhos que utilizam o algoritmo SHA256. 

Esses equipamentos são utilizados para solucionar problemas matemáticos da rede de processamento de pagamentos do bitcoin, que atua de forma descentralizada pelo mundo, longe da atuação de Bancos Centrais. 

Os usuários desses dispositivos que solucionam esses problemas recebem uma remuneração em bitcoin pela atividade, que é essencial para a criptomoeda — mas também ligada a um alto custo de energia elétrica que já chega a ser maior do que o da Argentina.

No começo do ano passado, a Câmara de Comércio Exterior também zerou, até o fim de 2021, o imposto de importação sobre as carteiras que guardam bitcoins fora de corretoras ou computadores, chamadas wallets. Esse tipo de produto é utilizado por entusiastas da criptomoeda para ter o dinheiro “em mãos”, fora do alcance de bloqueios judiciais ou confisco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.