GPA e Tenda próximos de acordo

Estão em fase final as negociações do Grupo Pão de Açúcar (GPA) para aquisição da rede paulista de atacado Tenda, com 16 lojas no Estado de São Paulo e faturamento de R$ 1,6 bilhão em 2011.

O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2012 | 03h07

O GPA teria oferecido R$ 500 milhões pela companhia. Mas a família Severini, controladora do Tenda, quis R$ 600 milhões. O valor final, segundo pessoas próximas à negociação, deve ficar entre as duas cifras.

O Tenda foi fundado em 2001, a partir de uma cisão do atacado Vila Nova, criado por Pedro Severini Netto em 1928. Seus filhos não concordavam sobre os planos de expansão da empresa e a disputa foi parar na Justiça - o que culminou com a divisão da companhia. As lojas que ficaram com Carlos Eduardo Severini, um dos filhos do fundador, deram origem ao Tenda. A rede é dirigida hoje por Severini, também presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad).

A aquisição acelera o plano de expansão do Assaí, rede de atacarejo do GPA, que pretende passar das atuais 60 lojas para 120 até o final de 2014, com investimento de R$ 1,3 bilhão.

O Assaí, comprado em 2009, foi o segmento que mais cresceu dentro do grupo em 2011. Suas vendas tiveram alta de 32% - acima de todos os outros formatos de lojas de alimentos do grupo. O Extra Hipermercados, por exemplo, cresceu 10,7% e o Pão de Açúcar, 10,5%.

Consultados, o GPA e o Tenda não comentaram o assunto.

JK IGUATEMI FECHADO

Lojas perdem R$ 2 mi ao dia

Os lojistas do shopping JK Iguatemi já estão no prejuízo. O empreendimento, que devia ter sido inaugurado na quinta-feira passada, foi embargado pela Justiça. A estimativa do presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, é de que as perdas dos 250 lojistas somem, no mínimo, R$ 2 milhões ao dia. "Produtos perecíveis vão estragar e os lançamentos vão ficar obsoletos. E vamos perder o Dia das Mães, segunda principal data do varejo." A Alshop deve fazer hoje manifestação pela abertura do shopping. "Vamos protestar todo dia se for preciso", completa Sahyoun.

BANDA LARGA

Ascenty faz acordo com

Telebrás em Campinas

A Telebrás e a Ascenty, fornecedora de redes de fibra ópticas e de serviços de data centers, fecharam acordo para levar a rede nacional de telecomunicação (backbone) à região metropolitana de Campinas (SP) e viabilizar o Plano Nacional de Banda Larga na cidade. A Telebrás poderá usar a infraestrutura do novo data center da Ascenty, que será inaugurado em agosto.

VAREJO

Supermercados apostam

em queda da taxa de juros

Entre os supermercadistas de São Paulo, 52% estão otimistas com relação ao processo de queda das taxas de juros segundo a Pesquisa de Confiança dos Supermercados, da Associação Paulista de Supermercados (Apas). Na edição de fevereiro da pesquisa, esse índice era de 18%. A pesquisa também revelou que 42% dos empresários de varejo estão confiantes na economia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.