Grã-Bretanha cresce o dobro do esperado

LONDRES

REUTERS, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2010 | 00h00

A economia da Grã-Bretanha cresceu o dobro do esperado no terceiro trimestre deste ano, segundo dados divulgados ontem. Com o resultado, as chances do Banco da Inglaterra implementar mais estímulos econômicos foram reduzidas no curto prazo.

A agência de estatísticas britânica informou que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,8% entre julho e setembro - menos do que a expansão de 1,2 % registrada no segundo trimestre -, mas em linha com as previsões mais otimistas.

"É muito mais forte que o esperado", disse Alan Clarke, economista do BNP Paribas. Em relação ao terceiro trimestre do ano passado, o PIB cresceu 2,8%, a maior taxa anual em três anos. No trimestre anterior, houve expansão de 1,7%

O ministro das Finanças, George Osborne, disse que os números deram confiança de que há uma recuperação estável, embora economistas garantam que uma forte desaceleração é inevitável no próximo ano.

A agência de classificação de risco Standard & Poor"s elevou ontem a perspectiva para a nota de crédito "AAA" da Grã-Bretanha, passando de "negativa" para "estável". Para o órgão, a revisão de gastos mostra a determinação do governo em reduzir o déficit orçamentário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.