Graça Foster entra na lista dos mais influentes

A presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, e o empresário Eike Batista, fundador do grupo EBX, entraram ontem pela primeira vez na lista anual de 100 pessoas mais influentes do mundo da revista americana Time. A presidente Dilma Rousseff integra pela segunda vez a lista, da qual também já fez parte o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2004.

SABRINA VALLE / RIO, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2012 | 03h06

"Uma honra representar o Brasil na lista da TIME!", exclamou Eike, por escrito, em nota distribuída por sua assessoria de imprensa. "É resultado não apenas da nossa atitude empreendedora, mas principalmente da forma como geramos riqueza, com inovação, capitalismo humano e respeito a todos."

O ranking da Time engloba pesquisadores, empresários, ativistas políticos, chefes de Estado e artistas, como a cantora Rihanna e o jogador de futebol argentino Lionel Messi. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, também estão na relação.

A nomeação de Graça foi comunicada em nota pela assessoria da Petrobrás, mas não incluiu comentários dela. Na semana passada, Graça foi o foco principal de uma reportagem do New York Times intitulada "Brasil, onde petróleo e mulheres se misturam de forma poderosa".

Na foto, Graça aparecia em seu gabinete ao lado de orquídeas e de um retrato preso à parede da presidente Dilma, com quem trabalhou diretamente no Ministério de Minas e Energia no início do governo Lula.

Dilma era ministra, e Graça, secretária de óleo e gás. Na semana passada, em visita a Washington, Graça foi elogiada pelo respeitado especialista americano Daniel Yergin, autor de O Petróleo, livro premiado com Pulitzer sobre a história do setor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.