Chris Young/The Canadian Press via AP
Chris Young/The Canadian Press via AP

Graças ao Nafta, Canadá pode ficar isento de tarifas, afirma premiê

Justin Trudeau também disse que Trump quer prosseguir com Nafta, acordo comercial entre Canadá, México e EUA

Matheus Maderal, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 02h08

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ligou para ele no começo da semana para afirmar que estava focado em avançar com o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que tem EUA, Canadá e México como países-membros.

"Ele deixou bem claro que estava focado em prosseguir com o Nafta e sentiu que se nós conseguirmos um bom acordo sobre o pacto, não haveria necessidade de tarifas", afirmou o premiê canadense.

Trudeau disse que alertou Trump de que "não faz sentido" impor tarifas ao Canadá porque a o mercado de aço e alumínio da América do Norte é profundamente integrado. "Eu deixei bem claro que prosseguir com tarifas seria inaceitável".

Mais cedo, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, afirmou que Canadá, México e outros países podem ser isentos das tarifações sobre as importações de aço e alumínio propostas por Trump, citando preocupações com a segurança nacional.

Ela não deu detalhes sobre quais outros países seriam isentos e disse que serão avaliados caso a caso. Espera-se que Trump assine amanhã à tarde um decreto sobre o assunto. /Com informações da Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.