Gradual: expectativas de inflação se afastam perigosamenta da meta

Pesquisa Focus elaborada pelo Banco Central mostra que projeções dos economistas para a inflação subiram pela nona semana seguida

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado,

22 de março de 2010 | 12h54

As informações dadas nesta segunda-feira, 22,  pela Pesquisa Focus relativas à inflação mostram que as expectativas estão se "afastando perigosamente rápido do centro da meta", afirma o economista da  Gradual Corretora, André Perfeito, em relatório que distribuiu a seus clientes nesta manhã. A mediana das projeções de inflação, a menos de uma semana de o Copom ter mantido a taxa básica de juros em 8,75% ao ano, subiu em todas as leituras. A mediana das projeções para o IPCA em 2010 subiu de 5,03% para 5,10%; a de 2011, de 4,60% para 4,70%; a de março, de 0,40% para 0,44% e a de abril, de 0,38% para 0,39%.

 

"O fato do BC ter optado pela manutenção, e ter jogado para o próximo Copom a decisão sobre os juros, contribuiu para este cenário mais puxado da inflação esperada", explica Perfeito, para quem o Relatório Focus divulgado nesta manhã reiterou a tendência das últimas semanas. "Se observarmos o grupo total dos economistas pesquisados pelo BC, a mediana do agregado está em 5,10% para o final deste ano. Já é a nona semana consecutiva de alta nas expectativas. Já no bloco Top 5 curto prazo - as instituições que mais acertam o índice de inflação - a estimativa é ainda pior: 5,15%", observa o economista.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoCopomjurosPesquisa Focus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.