Grandes redes de varejo ampliam oferta de seguros

A oferta de seguros ganha espaço no comércio varejista, com a ampliação dos tipos de produtos colocados à venda e do número de parcerias com instituições financeiras. A perspectiva de avanço na venda de seguros é grande, segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). A entidade destaca entre as modalidades com potencial de crescimento a garantia estendida. Regulamentada em 2004 e quase totalmente negociada por meio do varejo, esse tipo de seguro registrou R$ 285 milhões pagos pelos usuários em 2006. O número saltou em 2007 para R$ 1,3 bilhão.A aposta é que, a partir da garantia estendida, os demais tipos também se tornem mais conhecidos dos consumidores. O varejo é considerado importante para o produto alcançar um público ainda pouco conhecedor de seguros, embora a FenSeg não tenha estimativas sobre a participação desse canal na venda total de seguros.No caso do Magazine Luiza, por exemplo, foram vendidos 3,2 milhões de unidades de seguros no ano passado, incluindo o de garantia estendida. A oferta dos produtos teve início ainda em 2002, com o Cred Seguro, que cobre o pagamento das parcelas do contrato de financiamento durante o período de vigência do contrato em caso de morte, desemprego involuntário, invalidez permanente total por acidente e incapacidade física temporária.Em 2006, a empresa criou a subsidiária LuizaSeg, em parceria com a financeira Cardif e começou a ampliar o portfólio. A rede nascida no interior de São Paulo conta também com o Troca Certa, que repõe mercadorias que apresentem defeitos de fabricação. O Luiza Renda Hospitalar, por sua vez, concede renda extra diária em caso de internação hospitalar decorrente de acidente pessoal. A LuizaSeg oferece ainda seguro de vida tradicional.A expansão do número de seguros vendidos por meio do varejo também será sustentada pelo crescimento e expansão geográfica das empresas do setor. O Magazine Luiza promete entrar na Grande São Paulo este ano, com a abertura de 50 lojas na região. E a Lojas Renner, que oferece seguros desde novembro do ano passado em parceria com a Porto Seguro, comprou no início de março a rede carioca Leader Magazine.Cartão DesempregoA Porto Seguro desde meados do ano passado definiu como uma das prioridades a venda de seguros massificados, como de proteção financeira, garantia estendida e perda e roubo de cartões, no mercado varejista. A empresa oferece também garantia estendida com a rede de eletrodomésticos e móveis Multiloja, do Paraná, e seguros de automóveis com a Riachuelo. No caso da Renner, a expectativa é atingir até 30% da base de clientes com cartões da rede no prazo de três anos. A varejista possuía, em dezembro de 2007, 12 milhões de usuários do cartão próprio.Os primeiros produtos colocados à venda foram: Desemprego Cartão Renner, Desemprego Empréstimo Pessoal e Perda e Roubo do Cartão Renner. Depois, a rede ampliou o portfólio para os seguros residencial e pessoal, que garante indenização, caso ocorra morte acidental, invalidez por acidente e assistência funeral do titular. Com mais opções no mercado, as grandes redes varejistas darão maior atenção à operação de seguros, ao mesmo tempo em que as seguradoras e instituições financeiras passam a reconhecer a relevância desse canal de vendas para a expansão de sua carteira de clientes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.