Grandes redes dos EUA bloqueiam acesso via Google TV

ABC, CBS e NBC impedem usuários do sistema de internet no televisor de assistirem aos seus programas

REUTERS E BLOOMBERG, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2010 | 00h00

As redes americanas ABC, CBS e NBC bloquearam o acesso do Google TV, enquanto negociam com o gigante da internet os direitos de retransmissão de sua programação via internet. O Google está negociando ativamente com as três grandes redes americanas, segundo fontes de mercado. O bloqueio prejudica os planos da gigante da internet de se expandir para além dos computadores.

Representantes da Walt Disney e da NBC Universal confirmaram na quinta-feira que suas empresas bloquearam o acesso via Google TV aos seus programas de TV aberta disponíveis online. A Disney controla a rede ABC e a rede de esportes ESPN na TV a cabo.

A Fox, da News Corp, também está considerando bloquear o acesso aos programas disponíveis em seu site, mas a decisão ainda não foi tomada, de acordo com uma fonte.

A CBS bloqueou o acesso às versões integrais de seus programas, entre os quais seriados populares como CSI: Crime Scene Investigation, de acordo com reportagem publicada na quinta-feira pelo Wall Street Journal. A CBS se recusou a comentar.

O Google TV, lançado este mês nos Estados Unidos, permite que os usuários tenham acesso à internet na tela de seus televisores. O serviço está disponível em aparelhos da Sony e Logitech International, e pode abrir novas oportunidades publicitárias ao Google, que gera a maior parte de sua receita anual de cerca de US$ 24 bilhões com publicidade vinculada a buscas na web.

Os planos do Google TV podem ser vistos como ameaça pelas empresas de TV estabelecidas, disse Van Baker, analista do Gartner Group. "Todos conhecem o domínio sobre o tráfego de internet que o Google conquistou em termos de publicidade. Se aquele modelo for estendido à televisão, o poder do Google repentinamente se tornaria imenso no espaço publicitário, e as redes de TV aberta não gostam da ideia", disse Baker.

O Google anunciou em comunicado que o Google TV "permite acesso ao conteúdo de internet que o consumidor já usa em seu celular e computador, mas os proprietários do conteúdo têm a escolha de impedir os usuários de acessá-lo nessa nova plataforma".

Os executivos do Google têm negociado com as grandes redes de TV desde meados deste ano, para conseguir a programação. Atualmente, o serviço inclui programas da HBO, que pertence à Time Warner, e da TBS. O conflito com o Google acontece num momento em que as grandes redes buscam compensação das empresas de televisão por assinatura pelo conteúdo que é transmitido gratuitamente na TV aberta.

"Estamos nas fases iniciais do Google TV, e já temos parcerias fortes com a Best Buy, Logitech e Sony, entre outras", informou o Google, em comunicado. "Cabe ao dono do conteúdo a escolha de restringir o acesso dos usuários ao seu conteúdo na plataforma."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.