Grécia: Banco NBG devolverá 2,5 bi de euros ao BCE

Bancos gregos estão entre os que mais utilizaram os recursos de uma linha especial do Banco Central Europeu

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2009 | 13h55

O Banco Nacional da Grécia (NBG, em inglês), um dos maiores bancos comerciais do país, pretende devolver 2,5 bilhões de euros dos 11 bilhões de euros que deve ao Banco Central Europeu (BCE) no ano que vem, de acordo com o executivo-chefe da instituição, Apostolos Tamvakakis.

 

"Até a metade de janeiro, começaremos a devolver os recursos que estamos devendo ao BCE", afirmou Tamvakis, acrescentando que o banco planeja reduzir sua dívida com o banco central para 6 bilhões de euros até o final de 2009.

 

Os bancos gregos estão entre os que mais utilizaram os recursos oferecidos em uma linha especial do BCE criada para evitar que as instituições financeiras enfrentassem problemas com o contexto de baixa liquidez gerado pela crise. Ao todo, os bancos gregos tomaram 47 bilhões de euros em empréstimos por meio dessa linha.

 

O anúncio recente do BCE de que encerraria gradualmente essa janela de crédito provocou uma onda de venda de ações dos bancos da Grécia. Os papéis dessas instituições perderam aproximadamente 25% de seu valor nos últimos dois meses.

 

Segundo Tamvakakis, a taxa de capital Tier 1 dos bancos gregos é de, em média, 8,8% - no caso do NBG, superior a 9% -, em comparação à média de 8% do setor bancário europeu. "Os bancos gregos estão bem e em boas condições em relação à adequação de capital e à liquidez", afirmou. "Além disso, o apoio que os bancos da Grécia receberam do governo foi muito menor em relação a outros bancos europeus." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciadívidacriseNBG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.