Efe
Efe

coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Grécia busca apoio da China para ampliar e modernizar portos

Primeiro ministro grego foi à China com uma comitiva de mais de 200 empresários negociar acordos

Efe,

17 de maio de 2013 | 12h00

ATENAS - Após intensa crise que quase levou o país a deixar a zona do euro, a Grécia tenta intensificar as relações comerciais e captar investimentos da China, como forma de melhorar a sua economia. O principal interesse é buscar o apoio chinês para modernizar portos e ferrovias gregas, mas também vender produtos gregos no gigantesco mercado chinês.

O primeiro ministro grego Andonis Samarás , viajou para a China para negociar acordos entre os dois países com o novo presidente chinês Xi Jinping, e com o novo primeiro ministro Li Keqiang.

A Grécia espera ampliar os investimentos chineses no país onde o porto grego El Pireo já é controlado parcialmente pela chinesa Cosco. Outros portos e a rede ferroviária Trainose também estão em negociação.

A Grécia converteu-se e em uma das principais portas de estrada para os produtos chineses na Europa, e o governo de Atenas confia que a boa experiência com a Cosco na área portuária possa servir para atrair parcerias semelhantes com outras empresas chinesas.

Os armadores gregos, por sua vez, esperam incrementar sua presença no setor naval chinês e ao mesmo tempo esperam captar financiamentos para a construção de navios gregos.

A Grécia também espera ampliar as vendas de produtos tradicionais como azeite de oliva, vinho, mármores e peles no mercado chinês.

Outro ponto de interesse da Grécia é atrair turistas chineses. O setor turístico grego dá sinais de recuperação após cinco anos de crise. A Grécia é tradicionalmente o principal destino turístico na Europa e os turistas chineses chegam em número cada vez maior.

O primeiro ministro grego, que viajou acompanhado de uma comitiva de mais de 200 empresários gregos, terá encontro com as autoridades chinesas nesta sexta-feira, 17.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.