Grécia busca empréstimo-ponte até agosto

A endividada Grécia está buscando um empréstimo-ponte junto a credores internacionais do país para cobrir suas necessidades financeiras até agosto, afirmou nesta terça-feira uma fonte do Ministério das Finanças.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h26

Atenas ficará sem dinheiro em semanas se não conseguir acessar mais financiamentos da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas a próxima parcela do resgate não deve ser liberada até setembro.

Os parceiros europeus da Grécia --que querem ver progressos nas reformas antes de liberar essa ajuda-- prometeram cobrir as necessidades do país até agosto, quando 3,3 bilhões de euros em títulos vencerão, mas ainda não especificaram como isso será feito.

"Nós estamos lutando para garantir um empréstimo-ponte até setembro", disse uma autoridade do Ministério das Finanças, em condição de anonimato.

O presidente do Eurogroup (grupo formado por ministros das Finanças da zona do euro), Jean-Claude Juncker, buscou tranquilizar os investidores e a própria Grécia, e afirmou na semana passada que até agosto haverá uma solução para a situação de financiamento da Grécia.

Uma reportagem publicada no final de semana sugeriu que o Banco Central Europeu (BCE) poderia considerar um atraso no pagamento dos títulos em agosto, mas autoridades da UE disseram que as discussões sobre as necessidades de financiamento só poderiam começar depois da visita dos credores a Atenas.

Inspetores da troika --grupo formado por BCE, UE e FMI-- voltarão à Atenas em 24 de julho, e o novo governo conservador da Grécia está preparando propostas para cortes de gastos no valor de 11,7 bilhões de euros em 2013 e 2013, exigidos sob os termos do último pacote de resgate.

(Reportagem de Lefteris Papadimas)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROGRECIAEMPRESTIMOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.